INPUT
 Atribui o resultado de uma expressao a uma variável
------------------------------------------------------------------------------

 Sintaxe

     INPUT [<expPrompt>] TO <idVar>

 Argumentos

     <expPrompt> é um prompt opcional exibido na frente da área de
     entrada. O prompt pode ser uma expressao de qualquer tipo de dado.

     TO <idVar> especifica o nome da variável à qual o resultado da
     entrada será atribuído.  Se <idVar> nao for visível ou nao existir, uma
     variável do tipo privado é criada e a ela atribuído o resultado.

 Descriçao

     O comando INPUT é um estado de espera que aceita entradas do teclado na
     forma de uma expressao permitida de até 255 caracteres e qualquer tipo
     de dados.  Quando usado, o comando INPUT envia um carriage return/line
     feed para a tela, exibe o prompt, e começa a aceitar entrada do teclado
     a partir da primeira posiçao de caractere após o prompt.  Entradas
     maiores que o especificado em MAXCOL() sao alocadas na linha seguinte.

     A tecla Return encerra a entrada da expressao.  A expressao é entao
     avaliada, e o resultado atribuído à variável especificada. Se a
     variável nao for visível ou nao existir, é criada como uma do tipo
     privada.  Caso nao tenha havido entrada de expressao alguma, o comando
     INPUT atribui o valor NIL.  Se a variável nao existir ou nao for
     visível, nao será criada.

     O comando INPUT aceita somente duas teclas especiais: Backspace e
     Return.  Esc nao é aceita.  Backspace elimina o último caractere
     digitado.  Return confirma a entrada e é a única tecla que pode
     encerrar um comando INPUT.

 Exemplos

     Este exemplo demonstra o comando INPUT atribuindo um valor a uma
     variável local existente:

     LOCAL exp
     INPUT "Expressao: " TO exp
     IF TYPE("exp") != "U"
        ? exp
     ELSE
        ? "Nada digitado."
     ENDIF

 Arquivos:  Biblioteca CLIPPER.LIB.
 To download this example - click here.

See Also: ACCEPT